30 de maio de 2008

Mais uma foto famosa, desta vez num Museu :)


Dê largas á imaginação AQUI

Banda Sonora

Eu não sabia!

No popular diz-se: Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho carpinteiro.
Correcto: Esse menino não pára quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro.

Cor de burro quando foge.
O correcto é: Corro de burro quando foge!

Outro que no popular todo a gente erra: Quem tem boca vai a Roma.
O correcto é: Quem tem boca vaia Roma. (isso mesmo, do verbo vaiar).

Mais um famoso... Quem não tem cão, caça com gato.
O correcto é: Quem não tem cão, caça como gato... ou seja, sozinho!

Dizias correctamente algum destes?

26 de maio de 2008

Harrison Ford depila-se por questões ambientais

A organização ambiental Conservation International colocou na internet um vídeo com Harrison Ford, onde o actor depila o peito com cera quente para chamar atenção para o problema da desflorestação. Esta acção pretende aproveitar a visibilidade que o actor está a obter com a estreia de um novo filme da saga Indiana Jones, onde é protagonista. A criatividade é da BBDO de Nova Iorque.

Mais uma banda sonora em dia de concerto- Mas eu não vou :(

Banda Sonora

Pensamento da Semana


"Só a fantasia permanece sempre jovem; o que nunca aconteceu nunca envelhece ."


Schiller , Friedrich

23 de maio de 2008

10 anos depois...

Banda Sonora

Loucura & Friends :)

" A loucura resolveu convidar os amigos para tomarem um café em sua casa.Todos os convidados foram.
Após tomarem o café, a loucura propôs: Vamos brincar ás escondidas?
O que é isso? perguntou a curiosidade. Escondidas é uma brincadeira que eu conto até cem e eu vou procurar, o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar.
Todos aceitaram, menos o medo e a preguiça.1,2,3..., a loucura começou a contar. A pressa se escondeu primeiro, em qualquer lugar. A timidez, tímida como sempre escondeu-se na capa da árvore.
A alegria correu para o meio do jardim, já a tristeza começou a chorar pois não achava um local apropriado para se esconder. A inveja acompanhou o triunfo e se escondeu perto dele, debaixo de uma pedra. A loucura continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo.
O desespero ficou desesperado ao ver a loucura que já estava no noventa e nove, cem... Gritou a loucura: Vou começar a procurar.
O primeiro a aparecer foi a curiosidade já que não agüentava mais querendo saber quem seria o próximo a contar.
Ao olhar para o lado a loucura viu a dúvida em cima do muro sem saber em qual dos lados se escondia melhor. E assim foram aparecendo, a alegria, a tristeza, a timidez ...
Quando estavam todos reunidos a curiosidade perguntou: Onde está o amor?
Ninguém o tinha visto. A loucura começou a procurar. Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do amor aparecer, procurando por todos os lados a loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho, começou a procurar entre os galhos, quando derrepente ouviu um grito. Era o amor, gritando por ter furado o olho com o espinho.
A loucura não sabia o que fazer. Pediu desculpas, implorou pelo perdão do amor e até prometeu servir-lhe para sempre.
O amor aceitou as desculpas. Desde então e até hoje...
O Amor é cego e a Loucura acompanha-o sempre."

Em que estação do ano estamos e para qual caminhamos...???


19 de maio de 2008

Banda Sonora

Absolut


Pensamento da semana!


"O caminho que desce e o caminho que sobe são os mesmos ."


Heráclito

Sabia que...


A medida do vosso pé é exactamente igual à medida do braço (cotovelo- pulso)?Experimentem apoiar o pé descalço na dobra do braço e vejam onde termina....

15 de maio de 2008

Paradigma


Um grupo de cientistas colocou cinco macacos em uma gaiola e, no meio desta, uma escada com bananas em cima.


Toda vez que um dos macacos começava na subir a escada, um dispositivo automático fazia jorrar água gelada sobre os demais macacos.


Passado certo tempo, toda vez que qualquer dos macacos esboçava um início de subida na escada, os demais o espancavam (evitando assim a água gelada).


Obviamente, após certo tempo, nenhum dos macacos se arriscava a subir a escada, apesar da tentação.

Os cientistas decidiram então substituir um dos macacos. A primeira coisa que o macaco novo fez foi tentar subir na escada.

Imediatamente os demais começaram a espancá-lo.

Após várias surras o novo membro dessa comunidade aprendeu a não subir na escada, embora jamais soubesse por que.

Um segundo macaco foi substituído e ocorreu com ele o mesmo que com o primeiro. O primeiro macaco que havia sido substituído participou, juntamente com os demais, do espancamento.

Um terceiro macaco foi trocado e o mesmo (espancamento, etc.) foi repetido. Um quarto e o quinto macaco foram trocados, um de cada vez, com intervalos adequados, repetindo-se os espancamentos dos novatos quando de suas tentativas para subir na escada.


O que sobrou foi um grupo de cinco macacos que, embora nunca tenham recebido um chuveiro frio, continuavam a espancar todo macaco que tentasse subir na escada.


Se fosse possível conversar com os macacos e perguntar-lhes por que espancavam os que tentavam subir na escada ... Aposto que a resposta seria:
“Eu não sei – essa é a forma como as coisas são feitas por aqui”
Isso, ou esse comportamento, essa resposta, não te parecem familiar???

NÃO PERCA A OPORTUNIDADE DE COMPARTILHAR ISTO COM OUTROS, POIS ELES PODEM ESTAR SE PERGUNTANDO POR QUE CONTINUAMOS A FAZER O QUE FAZEMOS SE EXISTE OUTRA FORMA DE FAZÊ-LO.


“Somente duas coisas são infinitas: O universo e a estupidez humana. E não estou seguro quanto ao primeiro.”
Albert Einstein.

5 de maio de 2008

Pensamento da Semana!


"Diz o que pensas e faz o que sentes."


Gabriel Garcia Márquez